Câncer de próstata

CUIDE-SE E FAÇA O EXAME

João Batista Alves de Oliveira

 

Segundo câncer mais comum nos homens brasileiros, ocorre em várias idades mas sua incidência é maior depois dos 65 anos. Alguns tipos podem progredir com rapidez e levar à morte precoce, mas a maioria é lenta.

 

A próstata é uma glândula exclusiva do homem, que se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto, e que tem a função de produzir parte do sêmen. Com a idade a próstata vai aumentar; estima-se que a partir dos 31 anos cresça 0,4 g ao ano. O que é preciso é diferenciar o aumento benigno (hipertrofia prostática benigna) do maligno (câncer de próstata) e daí a necessidade da avaliação médica.

 

Atrás do câncer de pele, o câncer de próstata é o segundo mais comum nos homens brasileiros. Embora possa ocorrer em várias idades, sua incidência é maior a partir dos 65 anos. Alguns tipos podem progredir rapidamente, com metástases múltiplas (doença em outros órgãos) e então levando à morte precoce; outros, a grande maioria, crescem lentamente. Quem tiver pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos tem o risco de contrair a doença aumentado de 3 a 10 vezes.

 

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda a avaliação periódica de homens, mesmo sem sintomas, após os 45-50 anos, buscando identificar tumores em fase inicial, quando a possibilidade de cura é muito grande. A dosagem do PSA não é suficiente para considerar a presença ou não de tumor, por um lado porque várias situações clínicas podem levar ao aumento da glândula, e por outro lado porque, em outros casos, mesmo havendo câncer o nível de PSA pode não estar elevado.

 

Toque retal

Achados no exame clínico (toque retal), dosagem de PSA no sangue, combinados à ultrassonografia de próstata são o procedimento ideal.

 

A partir disso decide-se pela necessidade ou não de biópsia que então, através do exame histopatológico, dará o diagnóstico de certeza. O tipo de tratamento, se cirurgia, quimioterapia, radioterapia, hormonioterapia ou uma combinação desses, vai depender de vários fatores a serem analisados em cada caso: idade, gravidade do tumor, presença de metástases e doenças associadas.

 

ATENÇÃO a esses sinais e sintomas que indicam alteração na próstata: jato urinário cada vez mais fraco, dificuldade ou demora em iniciar a micção, necessidade frequente de urinar, acordar à noite várias vezes para urinar, interrupção involuntária do jato urinário, presença de sangue na urina, dor ou sensação de queimação durante a micção, sensação de que não pode segurar a urina, sensação de esvaziamento incompleto da bexiga.

 

Caso apresente um conjunto desses sintomas, procure um Urologista.

 

Compartilhe
Share this

testando