O trabalhador é a mola mestra que impulsiona a humanidade

1º DE MAIO: a situação de exploração continua e a luta por conquistas também

Para que um país possa se desenvolver, é preciso muito investimento em sua população. Investimento em educação, tecnologia, cultura, saúde, na qualidade de vida, em geral.

O trabalhador é o elemento central no avanço de um país e de um povo.

Sem o trabalho, não há desenvolvimento.

A classe trabalhadora, maioria do povo em qualquer sociedade do mundo, precisa estar consciente de sua importância e de seu peso político no processo de desenvolvimento de uma nação.

Precisa conhecer sua força e se organizar coletivamente para usufruir os frutos da sua ação na sociedade.

O 1o de Maio, comemorado em quase todos os países do mundo, é prenhe de simbolismo.

Deram-se no século XIX, no ano de 1886, os acontecimentos que marcam a sua origem. Lutando pela redução da jornada de trabalho, condição fundamental do desenvolvimento humano, trabalhadores foram à luta e sofreram as consequências de seus atos (ver história da origem do 1º de Maio).

Desde então, o trabalhador tem sua data, conquistada, não doada por governos ou patrões.

Data que deve ser um momento de reflexão, organização e lutas.

Às lideranças sindicais cabe a tarefa de conduzir esta reflexão.

Qualquer trabalhador, de qualquer categoria sindical, sempre tem pontos a serem conquistados ou garantidos.

A construção civil, hoje, passa por uma explosão da demanda.

Setores mais especializados, como o espacial, que nos diz respeito, enfrentam outras questões, embora algumas sejam semelhantes.

Na construção civil, os embates são por condições de trabalho e salários.

No nosso setor, C&T, brigamos também por condições de trabalho que sejam suficientes para desenvolvermos nossas atividades, nossos projetos de pesquisas, além da questão salarial.

Ambas as lutas se igualam nos objetivos finais.

A classe trabalhadora é una e indivisível, pois tem característica única.

O 1o de Maio é a nossa data.

Data que deve servir como marco para novas lutas e novas conquistas.

Compartilhe
Share this

testando