Saúde

Brasileiro tem rendimentos melhores mas ainda não possui hábitos saudáveis
Hábitos saudáveis geram uma boa qualidade de vida

O Brasil da inflação de mais de 5.000% ao ano não existe mais, porém o brasileiro ainda não aprendeu a ter uma vida saudável, mesmo com mais recursos.

Por Fernanda Soares

Em tempos de crise é comum ver as pessoas trabalhando mais e economizando no supermercado.
Após enfrentar grandes períodos com inflação altíssima, o Brasil se desenvolveu economicamente, mas o brasileiro ainda vive como se estivesse nos mesmos patamares de 20 anos atrás.

Hoje o brasileiro tem um salário melhor e com uma inflação que não o obriga a economizar na feira, mas o consumismo o leva a gastar mais em eletroeletrônicos, informática, vestuário, carros, do que em lazer e boa alimentação.

As horas extras, antes feitas com regularidade, já podem abrir espaço para um cinema ou um passeio no parque. O lanche rápido, pode dar lugar a uma refeição equilibrada e em família.

Atingir a maturidade com saúde e vitalidade é desejo de todos, mas requer disciplina.
A prática de atividades físicas, por exemplo, no início pode parecer uma grande tortura. Com o tempo, o corpo se acostuma e a pessoa passa a dormir melhor e ter mais disposição para outras atividades.

As vantagens em adquirir hábitos saudáveis são muitas: melhora da autoestima, diminuição dos sintomas de estresse, depressão e ansiedade e redução do risco de doenças.
Lembre-se: o corpo reage à forma como é tratado!

Dicas da Drª Luciana
A Drª Luciana Silva, especialista em nutrição, dá dicas de hábitos saudáveis para uma melhor qualidade de vida:
 Para garantir a saúde, faça pelo menos três refeições por dia (café da manhã, almoço e jantar), intercaladas por pequenos lanches.
 Aumente o consumo de fibras, ingerindo frutas, verduras ou cereais integrais em todas as refeições. Estes alimentos auxiliam na eliminação do colesterol, regularizam o intestino e ajudam na perda de peso.
 Diminua o consumo de frituras e alimentos que contenham elevada quantidade de açúcares, gorduras e sal.
 Evite refrigerantes e sucos industrializados, bolos, biscoitos doces e recheados, sobremesas doces e outras guloseimas como regra da alimentação.
 Diminua a quantidade de sal na comida e retire o saleiro da mesa. Evite consumir alimentos industrializados com muito sal (sódio) como hambúrguer, charque, salsicha, linguiça, presunto, salgadinhos, conservas de vegetais, sopas, molhos e temperos prontos.
 Beba pelo menos 2 litros de água por dia. Dê preferência ao consumo de água nos intervalos das refeições.
S Dra. Luciana Silva - Nutricionista
Tel: (12) 3029-7227 / 9771-3704
www.lucianasilvanutricionista.com.br

Compartilhe
Share this

testando