Opinião

HOMENAGEM DO SINDCT a todos os trabalhadores dos institutos de tecnologia
José Divino de Souza: uma vida dedicada ao INPE

Por Shirley Marciano

Acorda às 6 horas da manhã. Um café reforçado é bem vindo neste frio de São José dos Campos, ainda mais ser for preparado por dona Dolores, esposa há 36 anos. A pé, desde o bairro Parque Santa Rita, segue o caminho há muito conhecido. Assina o livro de ponto, cumprimenta os velhos amigos e é hora de começar o trabalho. Esta tem sido a rotina de José Divino de Souza, 65 anos, técnico em telefonia, no INPE há 42 anos, em dez deles, como aposentado e contratado por empresa terceirizada.

Mineiro, da cidade Francisco Sá, Divino, que costuma se auto-referir em terceira pessoa, aprendeu tudo o que sabe no dia a dia, com professores da vida. E, com muita dedicação, hoje faz a manutenção de todos os ramais de telefonia do INPE, junto a outros quatro técnicos da equipe. Falante, contador de histórias e com um astral contagiante, mostra prontamente o seu local de trabalho e explica o funcionamento dos ramais, através de um emaranhado de fios indecifráveis, em um painel na parede de uma das salas.

“Assim que entrei para a parte de telefonia, pediram para que eu fosse sempre discreto com as informações que supostamente chegassem a mim. Assim, desde então, sou cego, surdo e mudo”, explica, bem humorado. Hoje são cerca de 2.000 ramais e 70km de cabeamento de fibra ótica para atender a demanda de todo o Instituto. “Quando cheguei ao INPE, havia apenas um ramal que vinha do DCTA”, conta Divino, com olhar distante de quem busca lembranças de uma saudosa época. Porém, nem sempre esteve na área de telecomunicação.

No início trabalhava no cinturão verde do INPE, em um momento que considera ser muito diferente. Ele fala que houve muitas mudanças e que atualmente a chefia tem menos tempo para tirar dúvidas sobre questões do trabalho.“Antigamente o pessoal era bem mais acessível”, lamenta.

Assim, com orgulho e dedicação, segue a vida e o trabalho nas instalações do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE.
“ E sempre que precisarem do Divino, lá estarei para ajudar”, finaliza.

No mês do trabalhador, através de José Divino, fica a homenagem do Sindicato a todos os trabalhadores dos institutos de tecnologia e aos demais trabalhadores do Brasil.

Compartilhe
Share this

testando